Três organizações ambientalistas querem travar alguns projetos de mineração previstos para a região Centro, em particular as minas de lítio.

Para os partidos políticos com candidatos nos distritos de Viseu, Castelo Branco, Guarda e Coimbra, seguiu um apelo nesse sentido, subscrito pelas organizações ambientalistas AZU, Associação Olho Vivo e Movimento Contra-Mineração Beira Serra.

Na carta, pode ler-se, que “os processos em curso estão a ser conduzidos sobretudo pelo Governo e por grandes empresas multinacionais e nacionais” apenas interessadas em “obter lucro e lucro rápido”, e acrescentam, “pretendem projetar, e abrir, minas gigantescas a céu aberto que podem atingir os 800 metros de diâmetro por 350 metros de profundidade”.

Os ambientalistas dizem que a mineração do lítio vai criar “autênticas crateras” com graves impactos ambientais, em particular nos recursos hídricos, e que vão afetar “espécies autóctones e produções tradicionais como a vinha e o vinho, o olival, a pastorícia, os laticínios e toda a pecuária de qualidade, apicultura incluída”, pode ainda ler-se na carta enviada aos partidos.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

PubAuchan