A Câmara de Viseu adjudicou a primeira fase da Área de Acolhimento Empresarial de Lordosa, que vai custar mais de quatro milhões de euros e tem um prazo de construção de 364 dias, anunciou o presidente da autarquia, Fernando Ruas.

O autarca não avançou o número de lotes que ficarão disponíveis, justificando com o processo de contratualização com os proprietários dos terrenos que “vai sendo progressiva”, lembrando que é um processo “complexo”, por se tratarem de terrenos em zona de minifúndio.

Apesar dos entraves, o presidente da Câmara de Viseu garante que a construção da Área de Acolhimento Empresarial de Lordosa está definida e tem financiamento garantido de fundos comunitários.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

PubVisar