Os 23 comandos sub-regionais de emergência e proteção civil em Portugal deverão estar a funcionar até final do primeiro semestre de 2022.

A notícia foi avançada pela secretária de Estado da Administração Interna, que lembrou que estes comandos sub-regionais vão substituir os atuais comandos distritais de operações de socorro, os CDOS, alteração prevista pela lei orgânica da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, que entrou em vigor em abril de 2019 e já levou à criação de cinco comandos regionais, um dos quais em Viseu.

Assim, os 24 concelhos do distrito de Viseu vão ficar repartidos por quatro comandos de acordo com as comunidades intermunicipais – CIM´s Viseu Dão Lafões, Coimbra, Tâmega e Sousa e Douro – às quais cada município pertence.

Com esta nova orgânica, o comando nacional de emergência e proteção civil passa a compreender as células operacionais de planeamento e operações, de monitorização, avaliação do risco, aviso e informação pública, de comunicações e logística, operacional de meios aéreos e de apoio à decisão.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.