As taxas Euribor continuam a subir a três, a seis e a 12 meses, registando esta semana novos máximos em mais de 10 anos.

Todas estas subidas vão ter um reflexo no valor das prestações do crédito à habitação, que vai continuar a aumentar em todos os contratos que foram negociados com uma taxa variável.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, subiu hoje para 1,803%, um novo máximo desde setembro de 2011.

A Euribor a três meses, continua a avançar, ao ser fixada em 1,153%, um novo valor máximo desde fevereiro de 2012.

No prazo de 12 meses, a Euribor também avançou, ao ser fixada em 2,500%, mais 0,058 pontos e um novo máximo desde fevereiro de 2009.

A evolução das taxas de juro Euribor está ligada às subidas ou descidas das taxas de juro diretoras do Banco Central Europeu, que tem aumentado as taxas como medida de combate ao aumento da inflação na zona euro.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm