Uma centena de utentes do centro de saúde de Nelas marcou presença na manifestação de protesto organizada pelo Movimento Cívico de Nelas onde exigiu melhores cuidados para as populações.

Os manifestantes juntaram-se frente ao Centro de Saúde de Nelas e reivindicaram entre outras medidas, a reabertura das urgências e uma maior celeridade nas consultas. “A pandemia não pode continuar a ser justificação para o mau serviço prestado”, disse o porta-voz do movimento, António Minhoto, acrescentando que as condições atuais da pandemia já não justificam o encerramento das urgências entre as 20h00 e as 24h00.

Também o processo de consultas mereceu o protesto dos manifestantes que o consideram “lento”, a funcionar “de forma deficiente”, e com as receitas médicas a não serem passadas de forma atempada.

O encerramento das urgências no concelho obriga os utentes a terem que recorrer ao Hospital de Viseu, situação que António Minhoto considera “desnecessária se em Nelas tudo funcionasse como devia” e que a situação apenas está a servir apara “entupir” as urgências do hospital.

Esta e outras notícias para ouvir em desenvolvimento na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

PubAuchan