A Barragem de Fagilde, que abastece de água os concelhos de Viseu, Nelas, Mangualde, Sátão e Penalva do Castelo, é caso único no país, ao apresentar um nível máximo de reserva de água.

Os dados são da Agência Portuguesa do Ambiente que confirmam ‘cota máxima’ em Fagilde, num país que já sente os efeitos da seca e onde a falta de chuva deixa 40% das albufeiras em Portugal abaixo dos 40% da capacidade de armazenamento.

Só as bacias hidrográficas do Douro e Mondego apresentam um nível de água acima da média dos últimos anos.

Na região de Viseu, se a barragem de Fagilde está em cota máxima, a Barragem da Agueira apresenta uma capacidade de armazenamento de 95%.

Preocupante é o nível da Barragem de Vilar, no Rio Távora, em Moimenta da Beira, com apenas 15% da sua capacidade de armazenamento de água. Esta barragem serve ainda para a produção de eletricidade na Central Hidroelétrica de Tabuaço.

Segundo dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, em maio a situação de seca agravou-se em Portugal, com mais de 97% do território em Seca Severa.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm

PubAuchan