Os candidatos do PSD pelo círculo eleitoral de Viseu ‘queimam os últimos cartuchos’ na campanha eleitoral para as legislativas, que termina à meia-noite de hoje, 28 de janeiro.

A candidatura social-democrata de Viseu plantou esta manhã, 15 árvores no Parque Urbano de Santiago, “para compensar a pegada de carbono emitida durante a campanha” e defender que “Portugal pode ser um exemplo de sustentabilidade ambiental face aos parceiros europeus”, destacaram os sociais democratas.

Para o ‘cabeça de lista’ por Viseu, Hugo Carvalho, esta ação representa “o crescimento que Portugal pode ter, se forem criados novos horizontes para as novas gerações de Viseu e de Portugal”.

O candidato acredita que o país pode ter mais riqueza “se deixamos trabalhar os empresários e as pessoas que trabalham nas empresas e tirar-lhes a carga socialista que tem asfixiado as empresas e as pessoas em impostos”.

Apontou ainda como “fundamentais para o desenvolvimento”, as medidas que o PSD defende de apoio às empresas do interior do país, incluindo a descida do IRC e também o aumento da elegibilidade da taxa mínima do IRC “dos 25 mil euros de lucro para os 100 mil”.

Para o candidato do PSD por Viseu, uma descida sustentável do IRC, permite às empresas terem mais dinheiro “para que possam pagar melhor e criar riqueza” e,  nos dois anos seguintes, “então descer os impostos que atingem mais diretamente as pessoas como o IRS”, defende Hugo Carvalho.

Nas legislativas em 2019, o PSD elegeu quatro deputados por Viseu, os mesmos eleitos pelo PS, mas foi a força política mais votada no distrito com 36,24 por cento dos votos.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

PubAuchan