A ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, anunciou hoje que os eleitores em confinamento obrigatório determinado pelas autoridades de saúde vão poder sair de casa no dia 30 de janeiro “estritamente para votar” e em hora específica.

Em função desta alteração, as normas do confinamento obrigatório terão de ser mudadas, de modo a permitir esta exceção, que terá de ser feito através de uma resolução de Conselhos de Ministros.

Francisca Van Dunem garante estarem criadas “todas as condições para as pessoas votarem de forma segura”, anunciando que o Governo vai propor o voto dos isolados no final do dia, considerando que ser a melhor solução para “acautelar a segurança de todos”.

Sobre a situação, a Diretora Geral da Saúde, Graça Freitas, Graça Freitas acrescentou que os isolados vão ter de cumprir uma série de regras para irem votar, tal como fazem com a realização de testes de despiste à Covid-19.

Assim, recomendou que as pessoas vão a pé ou de carro próprio para o local de voto, evitando ir de transportes públicos.

Sobre a data em que será divulgada a hora em que as pessoas em isolamento decido à covid-19 possam ir votar, a Ministra da Administração Interna não deu uma resposta concreta, dizendo apenas que o Governo já tem uma “ideia” formada.

Esta e outras notícias para ouvir na Estação Diária – 96.8 FM ou em www.968.fm.

PubAuchan